"O tempo, sabe"

Coletiva interessaaaannnteeeee....
Com “confiança é uma palavra muito forte”, Hamilton admite mudança na relação com Rosberg

As atividades em Monza para o final de semana do GP da Itália começaram na manhã desta quinta (4). Na disputada coletiva de imprensa oficial da FIA, Lewis Hamilton e Nico Rosberg pareciam desconfortáveis e mal se olharam.

Durante a entrevista, as respostas pareciam sempre ensaiadas por suas respectivas assessorias de imprensa, com os dois reafirmando que tudo ficou acertado com conversas após a batida no GP da Bélgica.

No entanto, uma resposta chamou a atenção em relação às outras. Perguntado se tem confiança em como Rosberg vai agir na pista, Hamilton, que parecia mais tranquilo que seu companheiro, ponderou, dizendo que "confiança é uma palavra muito forte".

"Para mim, o que quero agora é seguir em frente. Tivemos alguns dias de folga na semana passada e é muito bom voltar a essa pista. Espero que a gente tenha um grande fim de semana. Eu acho que já disse tudo no release enviado à imprensa. Confiança é uma palavra muito forte. E não é algo que particularmente eu aplicaria a isso, à corrida. Naturalmente, nós competimos há muito tempo e construímos uma base forte. E é nisso que seguiremos", disse.

"Na verdade, eu não disse na Hungria 'não' para aquela situação. Eu disse que se ele chegar perto suficiente, então eu o deixo passar, eu não o segurei. Depois disso, eu sentei com Toto e Paddy e eles me disseram: 'Você tomou a decisão certa'", contou.

"Como seres humanos, temos de direito de questionar as coisas que são ditas a nós ou ordens, apenas para ter certeza de que é o caminho certo. E a equipe verificou que não era o caminho certo. Eles me disseram na reunião", concluiu o vice-líder do campeonato de 2014.

Já Rosberg, aparentemente muito tenso, explicou o motivo de ter pedido desculpas: uma decisão em conjunto com a Mercedes. O alemão garante que não foi obrigado a fazê-lo, a ideia foi dele após analisar toda a situação.

"O tempo, sabe. Nós tivemos uma semana para pensar em tudo e discutimos tudo com a equipe na sexta-feira. E nós decidimos que eu deveria assumir a responsabilidade. Não, eles não me fizeram pedir desculpas. Isso veio de mim. Definitivamente, veio de mim. Após ouvir todo mundo e olhar para o que eu fiz, eu senti que a responsabilidade era minha", garantiu.

"Sobre Spa, eu definitivamente não me orgulho do que aconteceu lá, porque em geral eu quero contribuir para o meu esporte, porque eu quero que a F1 se torne o esporte de maior entretenimento do mundo. E se eu conseguir contribuir para o esporte, eu vou ficar feliz", encerrou.

A briga entre os dois nos bastidores pode ter sido abafada pelos pilotos e pela equipe, mas a disputa das pistas segue sob todos os holofotes. Com sete corridas restantes na temporada, Rosberg lidera por 29 pontos.

Fonte: Grande Prêmio

Eu gostei da atitude do Nico. Pedir desculpas nunca é demais, mesmo que se não se seja tão culpado assim. Mostra maturidade. O final de semana vai ser tenso dos dois lados. essa é a única certeza que podemos ter.

By Lu

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mas logo o Maradona??

Alonso em 2023

Roubou a cena!