'We cannot be happy' says Kimi Raikkonen despite Ferrari's double-points finish

'We cannot be happy' says Kimi Raikkonen despite Ferrari's double-points finish

F14 T reckoned to be half a second slower than the Merc in race trim

By Pete Gill. Last 
Updated: 16/03/14 1:45pm

Kimi Raikkonen and Fernando Alonso have admitted Ferrari can't be satisfied with their double-points scoring finish in the Australian GP after being comprehensively out-paced by Mercedes in the season opener. 

While the fourth-placed Alonso finished over half a minute behind the victorious Nico Rosberg, Raikkonen crossed the line another 20 seconds later, with the F14 T appearing to only be the fifth-fastest car in the field behind Mercedes, Red Bull, Williams and McLaren. 

"The plain truth of the situation is that, even when considering their problems today, Ferrari are nearly half a second per lap off the pace of the Mercedes - and that is huge," calculated Sky Sports F1's Ted Kravitz starkly. Ted's Notebook - Australian GP 

Raikkonen's assessment of his new team's predicament wasn't quite so stark, but, having performed reasonably well in pre-season testing, the team's worst fears were realised in Melbourne as the F14 T proved to be reliable but not a match for the pace of the frontrunners. 

"We cannot be happy with the positions we finished in. At least we got something out of the race, but it has been a very difficult week," the Finn told Sky Sports F1. 



And that's putting it mildly. 

Although both of the F14 T cars were hampered by battery and engine recovery issues during Sunday's race, Raikkonen's principal problem appears to be the aggressive handling of his new charger. After twice crashing out in winter testing, the Finn hit the barriers again during qualifying at Melbourne and his struggle to master the F14 T's power-delivery system is ongoing.

"The car felt good at some points and then at some points it was tricky. The biggest thing is that we ran our race and scored some points, but we'll see," added the Finn. 

For Alonso, the situation must feel all-too familiar. While the Spaniard hasn't endured a race-ending mechanical failure on any of his Ferrari cars since since the Malaysian GP of 2010, a lack of pace once again left him unable to challenge for victory. 

"Both cars crossed the line, which is a good achievement. On the other hand, we finished 35 seconds behind Rosberg and that is too much," said Alonso. 

"We need to do better. We are Ferrari, we are a strong team, and after the first race you have a better picture of where we can improve. We need to analyse and be stronger in Malaysia."

Fonte: SkySportsF1

Finalmente estamos falando a mesma língua Kimi. #quebom Pela primeira vez em todo o final de semana de corrida eu gostei de algo, a sua declaração: "Nós não podemos estar felizes com as posições que terminamos. Pelo menos tiramos algo da corrida, mas foi uma semana difícil".

Não se pode mesmo ficar feliz com 4º e 7º lugares não (posições ganhas com a desclassificação de Daniel Ricciardo). Uma equipe como a Ferrari não deve entrar em uma corrida para disputar apenas posições medianas, ela deveria estar na pista com condições de lutar por pódios e vitórias.

E sinceramente, depois do que vi hoje, onde Kimi passou uma prova inteira sofrendo para conseguir chegar em uma Toro Rosso, sendo ultrapassado duas vezes por Valteri Bottas sem a menor dificuldade, realmente, não há como se ficar feliz com um resultado destes.

Fernando e Kimi estão em um barco furado. Eles vão tentar impedir a água de entrar o máximo que puderem, mas infelizmente, o naufrágio vai chegar. E a análise de Ted Kravitz após a corrida (bastar clicar no link da fonte para ver o vídeo) só confirma o que disse acima. É uma situação realmente "encorajadora".

"A verdade nua e cura da situação é que, mesmo considerando os problemas deles hoje, as Ferraris estão quase a meio segundo por volta fora do ritmo das Mercedes - e isto é imenso."

Como disse ontem no meu Facebook, gosto de assistir às análises de Ted poque ele vai direto ao ponto, sem rodeios, ou seja, hora de preparar os botes salva-vidas porque o Titanic Ferrari está a caminho. rsrsrsrs....

Sobre a corrida de Kimi, acho que se ele não tivesse tido uma boa largada sua prova seria ainda mais complicada. Além disto, ele teve sorte que a batida do Kobayashi nele não foi tão ruim como foi para o Massa. #ufa

Aliás, como o povo lambe o Kamui. Só porque ele é engraçadinho todo mundo cai de amores por ele. Para mim, não adianta ser engraçadinho e nas pistas ser amador. #soudocontramesmo

Ah, e outra coisa que quero falar. Sabe o que mais me irrita? A cara de derrota de Stefano Domenicali. O cara é o chefe ali e quando o mostram na TV durante a corrida difícil como a de hoje, a expressão dele é algo que me ferve o sangue. 

Eu não gosto de Ron Dennis, não gosto de Eric Boullier, só para citar dois que estavam lá hoje, mas eles expressam confiança, mesmo quando as coisas estão complicadas. Chefes de equipe ou dirigentes com cargos de liderança devem passar a imagem de força. Na Ferrari, a primeira coisa que eu penso quando olho para a cara de Stefano é derrota. 

Para encerrar, um comentário que não tem muito a ver com a corrida, mas que preciso fazer, parabéns a SkySportsF1 por ser de longe a melhor na cobertura da F1 entre todos os tipos de mídias que eu acompanho. Eles não fazem diferença entre pilotos e não escolhem sobre quem vão postar. Cobrem a F1 como um todo e não somente o que julgam relevante, como acontece aqui no Brasil.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Nelson disse…
Realmente, a corrida foi bem medíocre para a equipe italiana, também gostei das declarações de Kimi após a corrida, mas parece que vamos ter mais um ano em que a scuderia tem menos carro que piloto, mas algo que achei bom foi que aquelas largadinhas mequetrefes da época da Lotus não o acompanharam nessa primeira corrida.

A Sky Sports realmente faz um trabalho magnífico, dá gosto de ver o pós corrida deles, gosto de corridas de madrugada porque consigo assistir o pós corrida dele sem me preocupar com nada...

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz Aniversário, Alonso!!!!