Glock deixa a Marussia

Em “condições econômicas difíceis”, Marussia confirma saída de Glock sem anunciar substituto

Como era esperado, a Marussia confirmou nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (20) a saída de Timo Glock. John Booth, chefe do time, citou as difíceis condições econômicas e ressaltou ajuda do piloto no desenvolvimento da equipe

A Marussia confirmou no início na manhã desta sexta-feira (20) a saída de Timo Glock da equipe após três anos de parceria. O comunicado divulgado pela equipe já era esperado e confirma a informação divulgada ainda no domingo pelo jornal alemão ‘SportBild’.

De acordo com a Marussia, a decisão de encerrar a parceria foi mútua, e John Booth, chefe da equipe, fez questão de ressaltar o papel de Glock no desenvolvimento do time.

"Timo teve uma contribuição muito significativa com o nosso time nas últimas três temporadas, ajudando a desenvolver o nosso pacote até o ponto em que, durante grande parte da temporada de 2012, mantivemos a décima posição no Mundial de Construtores”, lembrou. “Timo é um piloto fantástico e foi um membro muito popular da equipe”, elogiou.

Mesmo declarando que a decisão foi conjunta, Booth indicou que foi a equipe quem decidiu procurar Glock para encerrar o contrato. O chefe do time lembrou o difícil momento econômico e afirmou que é preciso tomar algumas medidas para “garantir o nosso futuro”. 

“Nosso time foi fundado com o princípio de nos beneficiarmos com a experiência, enquanto também fornecíamos oportunidades para jovens talentos emergentes progredirem no pináculo do esporte. Além disso, essa filosofia também se refletiu no nosso modelo comercial”, ponderou. “Os atuais desafios enfrentados pela indústria significam que temos de tomar medidas para assegurar o nosso futuro em longo prazo. As difíceis condições econômicas prevaleceram e o cenário comercial é difícil para todos, incluindo a F1”, considerou Booth. 

“Nós gostaríamos de agradecer Timo por trabalhar conosco para chegarmos a esta decisão, especialmente porque ele tinha um contrato válido, e também por sua contribuição com o time”, falou. “Desejamos a ele todo o melhor para seu futuro e eu também gostaria de parabenizar o próximo time que irá contar com os serviços de um piloto tão competitivo, profissional e experiente.” 

Por fim, John afirmou que o anúncio sobre o substituto de Timo virá no momento oportuno. “Vamos fornecer uma atualização referente a nossa dupla de pilotos no devido tempo.” 

Glock também aproveitou para agradecer o time e disse esperar poder falar sobre seu futuro em breve. Ainda no domingo, Dirk Müller, piloto da BMW em campeonatos de turismo, usou o Twitter para parabenizar o germânico por sua chegada à equipe. “Parabéns e bem-vindo ao clube”, escreveu. Timo limitou-se a agradecer. O piloto, aliás, deve participar dos três dias de testes que o DTM vai fazer em Valência esta semana. 

“Tive três excelentes anos com a Marussia, durante os quais eu tive a chance de participar ativamente da construção e do desenvolvimento de um time em seus esforços para ter sucesso na F1”, lembrou. “Gostaria de desejar boa sorte ao time nessa próxima fase e agradecer a todos pelos ótimos momentos que compartilhamos e pelo apoio que recebi.” 

“Apesar de não ser o caminho que eu esperava trilhar, estou de fato muito animado com o que o futuro prepara para a minha carreira e espero falar sobre isso em breve”, completou.

Fonte: Grande Prêmio

Confesso que ontem quando li esta notícia fiquei meio surpresa. Assim do nada, Glock diz que está saindo. É no mínimo estranho. Mas também, ficar na F1 andando lá no fundo deve dar desânimo no piloto e se ele quer investir na DTM, está certo, tem que fazer o que acha que o deixará mais feliz.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz Aniversário, Alonso!!!!