Reclamar ou não reclamar, eis a questão!?

¿Debe reclamar Ferrari por la maniobra de Vettel?

Puede que sea justo, pero no inteligente. Ferrari no debería reclamar a la FIA por el tema de las banderas amarillas con Vettel en el Gran Premio de Brasil.Obviamente, es una opinión meramente personal, y es el equipo italiano y sus responsables quien deberían tomar la última palabra. Pero hay algunos argumentos que, sobre el papel, invitan seriamente a considerar tal decisión. Para empezar, es evidente la infracción de Vettel al adelantar a Vergne.

Aunque eso sí, la maniobra es muy crítica y ajustada. Pero de lo que se trata ahora es de juzgarla a "toro pasado" (nunca mejor dicho, era inevitable la mala broma), es decir, con el partido acabado y sin que el árbitro la hubiera pitado previamente. Con todos los problemas que luego acarrea intentar juzgarla a posteriori. No olvidemos que Ferrari también pudo reclamar la sanción durante la carrera y tampoco lo hizo.

Ferrari debe analizar si —problemas de procedimiento legal al margen - compensa entrar en un campo de minas mediático al reclamar una sanción para Vettel. Y en una situación muy especial, la de pelear no los puntos en juego en un partido, sino de la Liga entera. Y estos son palabras mayores que no se ventilan de manera discreta en un despacho.

Aunque el equipo Ferrari pueda sentirse amparado por razones legales para solicitar a la FIA una sanción a Vettel, podría sufrir un efecto "boomerang" a nivel internacional. Porque la lógica sensibilidad al tema que se tiene en España no es la misma en otros países. Y, aunque le asista la razón al equipo italiano, podría encontrarse con una respuesta muy negativa. La "pataleta del mal perdedor", simplificando la imagen.

Hoy, Alonso tiene el apoyo moral del público por su actuación en la pista en 2012 . Lograr este en un despacho podría convertirse en un arma de doble filo, en un riesgo que conviene valorar adecuadamente. Además y por encima de un equipo de Fórmula 1, Ferrari es un símbolo carismático, un fabricante de automóviles selectivo y de alto nivel, cuyo mercado es un público que podría no compartir el tiroteo mediático al que quedaría sometida la imagen de la marca.

Y, pero, por encima de todo, si Fernando Alonso ha de lograr un tercer título, que sea en la pista. Porque lo ha merecido sobradamente con su talento, pero no por una pugna entre abogados y juristas. Apostaría que él piensa igual. Muchas veces, lo que pide el cuerpo puede ser justo. Pero no lo más inteligente.
Javier Rubio
(fonte: http://es.eurosport.yahoo.com/)

Desde ontem está rolando no twitter, principalmente vindo dos espanhóis, um vídeo sobre uma possível ultrapassagem de Vettel em Vergne em bandeira amarela. Depois de minha inicial dúvida foi resolvida, fui olhar o vídeo repetida vezes. No vídeo fica evidente que Vettel passou sob bandeira amarela. Mas há outra imagem que mostra um comissário que parecia dar permissão a ele na manobra com uma bandeira verde, então... fica uma confusão total!! Certo ou errado!?!

Para mim, nenhuma coisa, nem outra. O que acabou, acabou! A minha alegria de celebrar o TRI acabou no domingo. O que não resta dúvida para mim é que eu não gostaria de campeonato assim. Era tudo que faltava na vida do Alonso. Se o adversário fez algo errado (e cuidado meus amigos, eu disse SE) e levou mesmo assim, aí o problema seria deles.

O que também não resta dúvidas é que Fernando Alonso foi o melhor piloto da temporada, e é o melhor da atualidade. Nada e nenhum ninguém pode contestar isso. Podem não gostar da pessoa ou do piloto... mas quem assiste F1 e entende um bocado do riscado, sabe que tenho razão.

Eu não gostaria de celebrar um título em Paris depois de milhares de reuinões no conselho mundial. Alonso merece mais.... ele é mais do que isso.

Se ganharmos, o faremos na pista. Como sempre fizemos. Nossos dois títulos foram ganhamos na pista, com luta, competência e justiça.

É claro que ver algo assim faz o coração dar aquele aperto, porque a sensação que sobra a nós alonsista é de uma TREMENDA INJUSTIÇA ao ver o melhor piloto não lever depois de um campeonato PERFEITO! Talvez o único erro do Alonso tenha sido naquele GP do Canadá. Lembro-me de naquele dia ter ficado irada com as escolhas feitas. Vemos que aqueles pontos nos fizeram falta domingo. Este foi o único erro do espanhol a meu ver este ano...

Mas agora, na nossa situação, qualquer coisa que falarmos, será como disse Javier, nos cairá a fama de mau-perdedor. Algo que aliás, dão ao Alonso de forma de certa forma injusta. Eu ainda me pergunto: o que é ser um bom-perdedor?!?!

Seria isso?


Ufaaa... então Alonso passou no teste. #ironia

As pessoas elogiam Kimi por ser espontâneo, Piquet por xingar todo mundo e dizer o que pensa, Vettel por falar F*#K no pódio, mas ao Alonso restam as críticas de mau-perdedor e de estar com cara amarrada após mais uma derrota. Isto é muito injusto.

Já foi assim em 2010 com Petrov. Ao Fernando sequer foi dado o benefício da dúvida, sequer foi dado a ele a argumento de "ele está de cabeça quente". Só críticas...

Mas já estamos acostumados. Vettel é novidade... no momento em que ele começar a perder para alguém mais jovem e talentoso (este é ciclo da vida) realmente veremos quem ele realmente é. O que de fato, acredito que demorará. Teremos uma nova Era Schumacher... afinal, como disse Horner, após Schumi abrir  para Vettel passar em Interlagos... foi como uma passagem de bastão. De fato, foi.

Dói ainda, mas este ano a sensação de injustiça vem acompanhada de um orgulho tremendo. Parece contraditório, mas o que Alonso fez em 2012, poucos na história da F1 fariam. Podem dizer o que quiser do carro da Ferrari, até mesmo que era o melhor, mas nós que acompanhamos de pertinho, sabemos que 5o. era o esperado do time da Ferrari. Sempre atrás de McLaren (que perdeu o vice para Maranello por pura incompetência) e Red Bull. Sempre!

Alonso soube aproveitar as oportunidades como ninguém. Foi focado, determinado, inteligente, constante, fez pontos de 18 corridas de 20 e 13 pódios de 20 corridas... e perdeu por apenas 3 pontos!! E com o F2012!!

É por isso que ele merecia vencer. Mas o que magoa um pouco é que agora, perto do feito do adversário, pouco sobra ao perdedor. Todos os olhos ficam apenas para os que vencem. Parece que tudo o que dito sobre a grande temporada do Alonso caiu por terra... a ele sobra as crítica de mau-perdedor de novo! Quando em nenhum momento ele agiu como um... Exigir mais da Ferrari, falar que corria contra com Newey e que se fosse contra Hamilton ele já teria perdido, não é o caso. É tudo verdade! 

Depois de tantas horas de viagem, de avião e carro, pude analisar bem o quão afortunados nós, torcedores do asturiano, somos. Sim nós somos. Em 7 anos, disputamos 5 vezes: 2 títulos, 2 vices e 1 terceiro lugar, quase vice. Isso é muito considerando que somente por 3 anos tivemos um carro de verdade. Isso não é pouco. É muito!

E mais prazeroso é ver o que aconteceu com o piloto. A evolução, o crescimento, a determinação e a luta de um cara que conheci lá em 2005... Foram tantos anos... tantas coisas... tantos momentos, bons e ruins... talvez por isso que nos sobre esta sensação de injustiça. A sensação do quase é F$#@!

Este ano eu li dois textos sobre Fernando que dizem muito sobre ele e que me marcaram profundamente, ambos escritos depois do GP da Malásia:  um de Jonathan Noble e outro de Felipe Motta.

É isso que fica: a certeza que estamos vendo o melhor do piloto espanhol. Sorte a minha de saborear com ele todas as suas conquistas.  

Alonso não conquistou o TRI, de fato. Mas o respeito pelo que ele tem, e é, fora conquistado há tempos. Maior prova disso foi ver Noble dizer (e acertar) com todas as letras: Se deixarem, Alonso estará na disputa ...

E por tudo isso que Fernando Alonso é na F1, eu acho que ele merece mais do que vencer depois do apito final. Eu gostaria de tê-lo visto vencer sob aquela chuva de Interlagos, diante meus olhos... como em 2006.

Certo ou errado na manobra, deixemos que os vitoriosos tenham seus dias de glória. Conquistaram mais pontos do que nós. De qualquer forma, como equipe, foram mais eficientes do que nós e venceram.

Além do mais, nós sabemos que na Fórmula 1 tudo é um ciclo. A única coisa que tem permanecido intacta, qualquer que seja o adversário, equipe ou carro desde 2005, é Alonso. 

Isso já diz bastante... né não!? O resto são apenas números e estatísticas... 

Bjuss, Tati

Comentários

Irmã, só posso te dizer que estarei sempre do seu lado. Você me disse que eu não entendo o que você sente porque não perdi os títulos que disputei (torcendo para os meus pilotos, é claro), mas eu entendo sim, derrota é derrota e disto eu bem entendo. E estarei sempre contigo. Daqui a pouco as coisas vão se acalmar e você (e Alonso também) estará pronta para a próxima. Sei que agora dói, mas te garanto, no esporte, há sensação muito pior do que a derrota. Acredite!

bjs, Ludy
Anônimo disse…
O que mais me deixa triste não é ter perdido o tri é ler todos os dias as coisas horríveis que falam do Alonso, queria entender essa raiva que as pessoas sentem do Alonso. Não existe nada que eu tenha lido ou visto que possa justificar tanto ódio, por mais que ele prove o talento que têm, sempre tem alguém pra criticar e falar que ele não merece ser campeão.


Nina.
Rod disse…
Creio que a parte do pessoal achar ruim do Alonso é, guardadas as proporções, o mesmo motivo do Barrichello.
Uma coisa é o cara soltar um palavrão numa hora de descontração, soltar alguma frase que termina soando engraçada numa hora de tensão e tal, outra é reclamar até mesmo em triunfos relativos ou culpar, principalmente a própria equipe pelo fracasso do conjunto.
Aqui não são poucas as pessoas que consideram RB um zero como piloto (por causa da expectativa e de ouvir reclamações dele), e terminamos ouvindo algo parecido do espanhol por um motivo similar (mudando pra mau perdedor e outros adjetivos porque não tem como desmerecer dessa forma um bicampeão e que tem pilotado como o fez em 2012, mas com o agravante dele não ser brasileiro). E pesa ainda mais ele estar numa equipe que anda queimada de uma maneira geral com o público (seja pelas trapaças, anti-desportividade - e ainda mais com os brasileiros por estar no 2º brasileiro seguido como 2º piloto, independentemente do fato deles próprios terem se metido nisso).

O melhor fazer é curtir e deixar que falem, torcendo pro ídolo dar a resposta de maneira irretocável. Cada um sabe por quê torce... fatos podem até alterar isso, mas palavras de terceiros, tecidas da boca pra fora, não, ao menos não deveriam pra quem tem convicção no que pensa.
(sem contar que todos os pilotos do ORT na F-1 em 2013 estão em posição boa suficiente pra se provarem, né?)
Ciro Mota disse…
No olvidemos que Ferrari también pudo reclamar la sanción durante la carrera y tampoco lo hizo.

Caso encerrado. Nem a equipe nem tão pouco o Alonso merecem esta macha, conforme você mesma cita Tati, que ganhemos esse Tri na pista assim como foram os dois campeonatos até agora. Que o próprio Alonso não caia nessa e tire (caso haja) essa ideia do pessoal lá na Ferrari.

No mais, elogiar os textos é chover no molhado. =)

Aunque el equipo Ferrari pueda sentirse amparado por razones legales para solicitar a la FIA una sanción a Vettel, podría sufrir un efecto "boomerang" a nivel internacional. Porque la lógica sensibilidad al tema que se tiene en España no es la misma en otros países.

Principalmente a pachecada.
Talita Regis disse…
Como vc disse Tati, ver que ao fim de uma temporada tão incrível só restam as críticas, me faz pensar em algo que o próprio Alonso disse certa vez: Que só se lembram dos vencedores. Se perguntarem, daqui há algum tempo, quem foi o vice ou qual foi a equipe campeã, poucos vão se lembrar.

Então eu fico triste. Como vc disse tbm, se tem algo que é quase uma constante na F1, esse "algo" é Alonso.
Como vc, acompanho o esporte desde 2005. Como vc, pelo mesmo motivo.
Vi cada nuance que me foi apresentada dele e, de boa, não me decepcionei com nenhuma.

Ele é bom e sabe disso. Ele admite? Claro! Falsa modéstia é presunção!

O carro tem problemas, mas ele consegue tirar dele o que outros, salvo algumas exceções, em igual situação, não conseguiriam.

É polêmico, sim, mas quem não o é nesse meio? Quando todos os olhos e ouvidos do mundo estão voltados para vc, vc nunca vai conseguir impedir que entendam qualquer coisa que vc disser/fizer da forma como bem entenderem.

Não estou acompanhando assiduamente essa questão da bandeira amarela, mas acho, como vc, que o que passou, passou.
Vamos esperar a próxima chance, pq, em se tratando de Alonso, ela COM CERTEZA, virá...

Enfim, se a nós resta a fama de "maus perdedores", que bom! Não quero JAMAIS aprender a ser uma perdedora, em qualquer sentido! E que Alonso não aprenda tbm! #SimplesAssim.

Talita Regis
Anônimo disse…
Olha, não gosto do Alonso por causa das falcatruas em que ele esteve envolvido. E nem adianta falar que nunca nada foi provado contra ele porque tem um monte de politico corrupto que a justiça não consegue condenar, falta de provas não significa nada.

Mas tenho que reconhecer que ele fez um otimo campeonato esse ano. E não entendo essa babação de ovo pro Vettel agora. Tanto em Abu Dhabi quanto no Brasil ele se envolveu em acidente saindo no meio do pelotão. No Brasil não prestou atenção nas bandeiras amarelas, e fez isso 2 vezes, com o koba e com o vergne. E em abu dhabi usou parte da pista que não podia usar para fazer ultrapassagem e a RBR lhe disse para devolver a posição. Ou seja, dirige como se os outros carros é que tivessem que desviar do grande campeão e desrespeita as regras para fazer ultrapassagem. E depois ainda diz que largar da pole e do meio do pelotão dá o mesmo trabalho!! Ainda falta muito para chegar no nivel de schumacher, alonso, raikkonen e hamilton.
Antônio Monteiro
Hugo disse…
Tati, tu assistiu a entrevista dele para o Reginaldo Leme no Linha de chegada?

Achei bacana, ele foi bem simpático!
Hugo, vi sim!

Alonso é sempre simpático!!! hahahahahaha

QQ hora posto aqui e faço meus comentários!

Bjusss, tati
Rodrigo Vilela disse…
Não reclamar.

Não pega bem para um campeão do mundo.

Além do mais, esconde o real problema: a Ferrari não tinha um carro à altura. Não foi a suposta bandeira amarela (quem nem era mais), e sim, a porcaria de carro que ele tinha.
E um Grosjean no meio do caminho... Um completo idiota! hehhe

Bjuss, Tati

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz Aniversário, Alonso!!!!