Räikkönen sobre Grosjean e D'Ambrosio

Räikkönen defende Grosjean e minimiza acidentes na largada das corridas: "São parte do esporte"

Na opinião de Kimi Räikkönen, não há como evitar que acidentes aconteçam na largada das corridas. O piloto também disse que os pilotos começam as provas agressivamente por causa da dificuldade de se ultrapassar na F1

Primeiro piloto da Lotus, Kimi Räikkönen saiu em defesa de seu companheiro de equipe, Romain Grosjean, suspenso por uma corrida pela FIA após a confusão que iniciou na largada do GP da Bélgica do último domingo (2). Para o finlandês, acidentes no começo das corridas são inevitáveis.

Como de costume, com poucas palavras, Räikkönen afirmou, em entrevista a jornalistas em Monza, nesta quinta-feira, que “acidentes acontecem, são parte do esporte”.

“Às vezes, os acidentes podem ser evitados, mas isso não é algo que você pode mudar. As coisas podem dar errado mesmo se você não for agressivo ou tentar evitar”, minimizou o finlandês ao comentar sobre a polêmica envolvendo Grosjean, que se acidentou em seis das 12 largadas de 2012. 

Para Räikkönen, a dificuldade em se ultrapassar na F1 atualmente torna a largada um momento-chave em cada corrida: “Os pilotos tentam melhorar sua posição na largada porque é o lugar mais fácil de se ultrapassar. Ganhar posições na largada torna sua vida mais fácil”. 

Com relação ao substituto de Grosjean, o belga Jérôme D’Ambrosio, o campeão mundial de 2007 não acredita que isso vá afetar o desempenho da equipe no GP da Itália. “Ele é o nosso piloto de testes e treinou pelo menos uma vez. Ele sabe como o time funciona”, declarou Kimi. 

Ainda buscando sua primeira vitória na temporada de 2012, que marca seu retorno à F1 após dois anos competindo no WRC, Räikkönen ocupa a quarta posição no Mundial, com 131 pontos. O líder do campenato é o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, com 164.

Fonte: Grande Prêmio

Não vi esta declaração como defesa, apenas como um comentário com relação à situação de acidentes como o protagonizado por Romain Grosejan na Bélgica. Infelizmente, acidentes acontecem mesmo. Faz parte da competição, por mais difícil que seja, principalmente para a gente, torcedor, aceitar.

E não pensem que não sei o que é isto, porque sei. Kimi também sabe o que é ter sua corrida destruída pela barbeiragem alheia. Se não lembram, eu faço questão de recordar. Canadá 2008, Kimi era o segundo colocado da prova, foi para os boxes e o que aconteceu? O Hamilton me fez o favor de bater na traseira da Ferrari do Iceman na saída dos boxes. Detalhe, o finlandês estava paradinho lá.

Foi-se embora pódio e a chance de lutar pela vitória. Na hora a vontade é de surtar, pelo menos para mim (já que Kimi tem uma calma fora deste mundo...rsrsrs), mas o que a gente pode fazer não é mesmo? Só o tempo cura as frustrações.

Obviamente, a barbeiragem de Hamilton em 2008 e de Grosjean no último domingo divergem no momento em que pensamos no que poderia ter acontecido, já que o E20 do piloto da Lotus passou perto demais de Alonso. Mas nada aconteceu e o importante é superar. 

Enfim, falei demais!!! #comosempre rsrsrs

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mas logo o Maradona??