Na tática

Vettel lastima primeira fase do GP da Inglaterra, mas celebra tática da Red Bull em Silverstone

Na base da estratégia, Sebastian Vettel superou Felipe Massa e Michael Schumacher nos boxes e conquistou o pódio do GP da Inglaterra. O piloto, contudo, minimizou a ascensão da Red Bull no Mundial

O terceiro lugar no GP da Inglaterra não foi o resultado sonhado por Sebastian Vettel. Entretanto, o alemão, acostumado a vitórias e títulos, reconheceu que não tinha ritmo de corrida suficiente para andar próximo dos líderes Fernando Alonso e Mark Webber, que conquistou a vitória neste domingo (8) em Silverstone. De qualquer forma, Vettel foi um dos vitoriosos neste fim de semana. O alemão foi ultrapassado por Felipe Massa logo na primeira volta, caindo para quinto. Mas depois da sua primeira parada para troca de pneus, a Red Bull o devolveu à pista em terceiro, à frente de Michael Schumacher e do brasileiro da Ferrari. 

Sobre o primeiro stint da prova, Sebastian reclamou que os pneus não funcionaram da maneira esperada e, por isso, não conseguiu andar sequer próximo do ritmo de Alonso e Webber, o que comprometeu parte da sua corrida na tentativa de lutar pela vitória. “Eles não funcionaram muito bem. Eu estava lutando muito. Eu fiquei no tráfego, o que não ajudou, mas eu não pude andar mais rápido que os caras da frente. Com a pista livre acho que eu poderia ter andado no mesmo ritmo dos líderes naquele momento, mas estava difícil”, explicou. 

O ponto alto da corrida, na opinião de Vettel, foi a tática adotada pela Red Bull para ganhar as posições de Schumacher e Massa e garantir o pódio em Silverstone. “A largada não foi muito boa, perdi um pouco [de posições] e depois fiquei preso atrás do Michael. Fiz uma boa estratégia para voltar, já que decidimos ir para os boxes mais cedo e depois aproveitamos e saímos na frente. Então isso foi uma boa”, avaliou. 

“No fim das contas, ficaria um pouco mais feliz se tivesse vencido. Mas mesmo assim acho que foi um grande resultado para a equipe”, disse Vettel, que subiu para terceiro no Mundial de Pilotos e agora soma 100 pontos, contra 129 de Alonso e 116 de Webber, vencedor do dia em Silverstone. 

Questionado sobre a ascensão da Red Bull, que dominou o GP da Europa até sua quebra em Valência e chegou à vitória com Webber em Silverstone, Vettel adotou tom cauteloso e descartou um novo domínio taurino em 2012. “É extremamente diferente de anos atrás. Muitas coisas ainda podem acontecer. Obviamente será fundamental não abandonar e ter a certeza de que você sempre poderá marcar pontos. Achamos que ainda há um longo caminho a percorrer”, finalizou Sebastian.

Fonte: Grande Prêmio

Quando não se pode vencer, estar no pódio é sempre o melhor resultado possível. Minha opinião é claro. Então sim, foi uma bom resultado Vettel. Você tem carro para lutar meu filho, lembre-se disto, pior é quando você deseja vencer e não tem carro para isto.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Carol disse…
"Meu filho" kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ai que desprezo com um octeto, octete, sei lá o quê kkkkkkkkkkkkk
Não falei no sentido de desprezar ninguém. Mas se você achou isto...o que posso fazer não é mesmo?

Ludy

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz Aniversário, Alonso!!!!