Loeb e Solberg na briga pelo Rali da Grécia

Loeb e Solberg prolongam luta pelo comando para o dia final 

Sem arriscar em virtude das condições muito difíceis dos pisos, Petter Solberg (Ford) conseguiu reduzir a diferença que o separa do líder do Rali da Acrópole, Sébastien Loeb, cifrando-se agora em 10,2 segundos. 

Com a chuva intensa a fazer-se sentir nos dois últimos troços do dia, os pilotos da frente optaram por não arriscar em demasia, temendo uma saída de estrada ou danos nos seus carros. E foi neste cenário que Solberg conseguiu colocar-se a pouco mais de dez segundos de Loeb quando chegou a estar a mais de 20 segundos ao longo da tarde.

“Não corri quaisquer riscos e esperava recuperar algum tempo, pelo que é fantástico. Gostaria de estar a menos de dez segundos, mas amanhã será muito interessante”, referiu Solberg aos microfones da World Rally Radio, certamente ainda com o incidente do Rali de Portugal na memória, quando arriscou desnecessariamente e viu a sua prova marcada pelo despiste quando liderava.

Por seu turno, Loeb chegou a afirmar no final da 16ª especial que era impossível de pilotar naquelas circunstâncias e com o piso tão escorregadio. Após a última classificativa do dia, na qual perdeu mais 3,9 segundos para Solberg, o francês da Citroën considerava que o mais importante era garantir a liderança, garantindo ainda estar “pronto para a luta”.

Mads Ostberg e Jari-Matti Latvala fizeram o terceiro melhor tempo ex-aequo no 17º troço, sendo esta uma prestação de notar por parte do finlandês, a braços com a falha do travão traseiro direito: “Foi o melhor que consegui fazer com três travões, não posso pilotar melhor do que isto”, começou por referir, notando que “o pior é curvar nos ganchos, já que não posso usar o travão de mão”.

“Agora vamos resolver as coisas para que nos possamos concentrar no dia de amanhã”, concluiu. Na Geral, mantém o quarto posto, atrás de Mikko Hirvonen, que depois do seu furo baixou o ritmo e está já a quase dois minutos do líder.

Mads Ostberg é o quinto, com o Ford da equipa Adapta, tendo atrás de si Martin Prokop e Thierry Neuville, este a regressar de novo aos lugares do top 10. Sébastien Ogier terminou o dia no oitavo posto, na frente de Yazeed Al-Rajhi, com o seu Ford Fiesta RRC. Por outro lado, Andreas Mikkelsen abandonou depois de ter chegado a suplantar o seu companheiro de equipa, mas a temperatura do motor a 120 graus fê-lo parar o carro para preservar o motor. Armindo Araújo, como é sabido, também não terminou o dia de hoje, vendo-se forçado a abandonar depois da quebra de um braço da suspensão na PEC15. O português regressa amanhã ao abrigo do Rally2.

1. S. LOEB 3:56:13.0
2. P. SOLBERG +10.2
3. M. HIRVONEN +1:51.9
4. J. LATVALA +4:44.6
5. M. ØSTBERG +7:39.7
6. M. PROKOP +8:08.6
7. T. NEUVILLE +10:39.4
8. S. OGIER +12:17.9
9. Y. AL RAJHI +18:52.3
10. A. MIKKELSEN +22:08.6

Fonte: Autosport.pt

E no Rali dos deuses, adivinhem quem segue na liderança?! Sim, o deus grego (rsrsrs... eu não poderia perder a piadinha!!!) Sébastien Loeb. Gosto mais ainda porque quem está na disputa é Petter Solberg, e para completar, fico contente que Andreas Mikkelsen esteja mais uma vez entre os 10 primeiros em uma etapa do WRC. O norueguês além de gato é talentoso! #tenhobomgostoeusei... #Ludyconvencida

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para Lu... um Feliz Aniversário!!!!!!

Lu, parabéns pelo seu dia!!!!