Papo Extra com a AA: GP do Bahrein 2012

Olá amigos! 

Hum... sentiram falta do Papo Extra ontem? Pois é... nós tivemos um problema para podermos publicar a postagem, mas hoje cá estamos!! E é a Julie que comanda... hehe



PAPO EXTRA COM A AA: DIRETO DO CIRCUITO DE SHAKIR, BY JULIE

Fernando Alonso e o GP do Bahrein


A incredulidade de um GP Passada a terceira corrida da temporada em Shangai, agora era a vez do GP do Bahrein, que antes mesmo de começar, já gerava polêmica em sua realização. Desde a Primavera Árabe, o país vive um momento delicado em que conflitos de manifestantes e a polícia acontecem diariamente, e isso vai além do conflito entre sunitas (minoria governante) e xiitas (maioria governada) – a luta é também por abertura política, direito ao voto, dentre outras coisas. Mas o governo linha-dura atual prefere deixar tudo como está, e assim, segundo ativistas da oposição, o governo preferiu usar o evento automobilístico como um golpe publicitário para mostrar ao mundo que a situação no Bahrein transcorria na maior tranquilidade.

Por mais que a Anistia Internacional e também o Comitê de Direitos Humanos apelassem para a não realização do evento da Fórmula Um no Bahrein, por mais que inúmeras denúncias de violação de direitos humanos aparecessem quase que diariamente, denúncias essas a respeito de um governo tirano que trata seu povo a base do ferro e do fogo, o senhor Bernie Ecclestone não se sensibilizou com os apelos, e sim, confirmou a realização do GP do Bahrein, manchando mais uma vez a imagem da categoria, que se diz não misturar esporte com política! Ah, sim, claro, nós, expectadores, sabemos muito bem a real verdade a respeito dessa aceitação, e ela se resume a uma só palavra: dinheiro! E nesse cenário vergonhoso realizou-se o GP do Bahrein. Parecia até que os pilotos e equipes estavam em um oásis no meio do deserto. O momento mais bizarro do evento, a meu ver, foi quando os pilotos da F-1 realizaram seu desfile habitual ao redor do circuito na traseira de um caminhão no domingo, todos eles acenaram para fileiras de assentos vazios! Protegidos dentro de sua bolha da F-1, os pilotos tiveram qualquer contato com as manifestações ao redor da capital, onde manifestantes atiraram coquetéis molotov e a polícia disparou gás lacrimogêneo em confrontos noturnos. Mas, por outro lado, desconsiderando o cenário incrédulo, a corrida em si foi bem interessante, com grande movimentação e rendeu belas ultrapassagens. E o mais interessante é que com esse GP do Bahrein, a temporada 2012 está se transformando em algo eletrizante: tivemos até agora quatro vencedores de equipes diferentes, sendo Button (McLaren) em Melbourne, Alonso (Ferrari) em Sepang, Rosberg (Mercedes) em Shangai, e finalmente, Vettel (Red Bull) no Bahrein.

A corrida do Alonso prometia ser algo surpreendente, a começar com a largada incrível, o qual ele pulou do nono para o quinto lugar. Por alguns segundos, imaginei algo mágico da carroça rampante, mas no decorrer da corrida, minhas remotas esperanças desapareceram como um sopro nas areias do deserto. Creio que foi nessa corrida, devido às características da pista, que tivemos a real noção do que é a carroça rampante, vulgo F2012. Trata-se de um carro ruim, que apresenta sérios problemas aerodinâmicos, e a Ferrari terá que trabalhar muito para transformar esse “presente grego” dado ao Alonso em algo competitivo. Veremos o que ocorrerá nos testes em Mugello agora no começo de maio.

Dessa vez as lágrimas não caíram durante o GP do Bahrein – provavelmente devido a minha incredulidade com a realização dessa corrida. Mas a revolta com a Ferrari continua intacta, e não me conformo com esse sétimo lugar - esse não é o lugar para um piloto do talento e genialidade como é o Alonso! Estou cansada de ouvir promessas que não são cumpridas, mas por Alonso, sou capaz de ter esperanças, de continuar acreditando em dias melhores, porque sei que ele se empenha a cada corrida, tira o máximo que o carro pode lhe oferecer – ele simplesmente não desiste, e isso é uma dentre muitas características que mais admiro no Alonso. Sei que por mais que eu fique apreensiva a cada corrida, uma pequena parte de meu coração pulsa em um ritmo forte por causa da genialidade do Alonso, e espero, com os testes de Mugello, com as atualizações da carroça rampante, que essas pulsações fortes aumentem, e que elas sejam pulsações de felicidade!

Para finalizar, como trilha sonora, escolho a belíssima Yahweh (Javé, que significa Deus, em hebraico), da banda U2, que mostra, que apesar de todas as nossas dificuldades, temos de ser solidário com o próximo, jamais deixá-lo na mão quando precisar de nosso auxílio. Que ela sirva de reflexão para esse GP tão conturbado. Além do mais, é uma música que transmite a esperança, que devemos nos agarrar a ela e nunca desistir dos nossos ideais!

Enfim, espero que tenham curtido esse meu “intensivo” de textos, peço desculpas se às vezes, soei pessimista, mas a situação do momento da Ferrari fez com que me comportasse assim. Espero que a Ângela tenha notícias bem melhores em Barcelona!

See you!

Bjsss, Julie

**

Comentários da Tati: Julie falou muito bem sobre este GP do Bahrein e suas polêmicas. Assim como falou de forma precisa sobre a nossa situação, que de fato, é crítica. Minha parte favorita?! Aí vai: 
"Mas a revolta com a Ferrari continua intacta, e não me conformo com esse sétimo lugar - esse não é o lugar para um piloto do talento e genialidade como é o Alonso! Estou cansada de ouvir promessas que não são cumpridas, mas por Alonso, sou capaz de ter esperanças, de continuar acreditando em dias melhores, porque sei que ele se empenha a cada corrida, tira o máximo que o carro pode lhe oferecer – ele simplesmente não desiste, e isso é uma dentre muitas características que mais admiro no Alonso."
E assim vamos para Barcelona, esperando por dias melhores... não é pessoal!?! hehe

Julie amiga!!! Obrigadaaaa mais uma vez por participar do nosso Papo Extra!!! Valeu de verdade!

Bjinhusss, Tati

Comentários

Ângela Lima disse…
Adorei, Julie!!!
Perfeito!!!

Eu espero que em Barcelona a Ferrari apresente o carro que ela vem promentendo desde o ano passado.
O GP de Barcelona é um dia antes do meu aniversário e eu quero presente. rsrsrsrs....
Ana Laura disse…
texto Perfeito Julie
Parabens!!

Tati: mesmo Alonso terminando em ultimo em todas as corridas, sempre vou ter ORGULHO dele, pois cada gota de suor é o resultado de uma grande BATALHA que ele enfrenta corrida a corrida, e que sempre vai ter sabor de VITORIA para nós Alonsistas pq mostra que ele é GUERREIRO. Tenho orgulho pq a cada corrida q passa aumenta mais a minha certeza q ele é um BATALHADOR pois ele sempre dá um jeito de tirar do carro mais do q o carro oferece á ele, e isso é coisa de GENIO(q é o que ele é e sempre será)

Bjos Ana Laura
Andrea disse…
Mais uma vez a Julie foi perfeita!!!
Confesso que fiquei com medo do que podia ter acontecido nesse GP do Bahrein, só que como a Julie disse, os pilotos pareciam que estavam em outro planeta,muito protegido dentro de uma bolha, não naquela area tão conturbada e com tantos conflitos.

Mais uma vez Alonso fez a melhor corrida possível, infelizmente isso está se tornando recorrente, será que existe solução para Ferrari?? Vamos ter que esperar e torcer para que a Ferrari tenha alguma melhora em Barcelona...
Porque com esse carro ruim Alonso já faz milagre imagina se o carro melhorasse pelo menos 5%...
Vamos tentando segurar a ansiedade pq 3 semana até o GP da Espanha é muitooo tempo!!!

Bjos

Andrea
Anônimo disse…
Valeu, meninas, pelos comentários! Fico feliz que tenham gostado!

Avanti, Fer!!!!!

Bjusss
Julie

Postagens mais visitadas deste blog

Para Lu... um Feliz Aniversário!!!!!!

Lu, parabéns pelo seu dia!!!!