Seis vezes Loeb

Loeb vence pela sexta vez o Rali de Monte Carlo

No domingo, francês confirmou liderança e iniciou temporada de 2012 com pontuação máxima


Sébastien Loeb começou a temporada de 2012 de maneira perfeita ao vencer a etapa de abertura do Mundial de Rali, em Monte Carlo.


O atual campeão aparentava ter uma batalha pela frente quando o provável rival pelo título, Jari-Matti Latvala, usou uma escolha de pneus brilhante em meio a condições climáticas instáveis no primeiro dia e chegou a uma liderança de meio minuto. Mas quando Latvala capotou seu Ford e abandonou a prova, ainda na quarta-feira, Loeb ficou sozinho na frente do pelotão, distanciando-se dos demais para chegar à vitória em Monte Carlo.


Para completar o início ideal de mais uma defesa de título, Loeb também foi o mais rápido no power stage, o que lhe rendeu 28 pontos, o máximo possível no evento.


Dani Sordo, da Mini, Petter Solberg, da Ford, e Mikko Hirvonen, da Citroen, lutaram pelo pódio por todo o fim de semana. O segundo lugar parecia ser um resultado improvável para Sordo quando ele danificou a suspensão de seu carro logo no segundo estágio. Mas ele guiou de maneira impecável a seguir para assegurar o segundo lugar.


Solberg ficou entusiasmado ao assegurar o pódio em Monte em seu retorno à Ford. O norueguês estava em uma batalha próxima com Sordo até sua escolha errada de pneus na quinta-feira. Depois conseguiu recuperar 50s para o Mini em apenas quatro estágios deste sábado, apesar de não ter tido tempo de lutar pelo segundo lugar.

Depois de um duro início em seu primeiro rali com a Citroen, Hirvonen conseguiu vitórias em estágios na sexta-feira e no sábado, o que lhe fez subir da sexta para a quarta posição. Uma rodada na noite de sábado atrapalhou aquilo que parecia ser uma briga pelo terceiro lugar.


Evgeny Novikov foi responsável por uma das performances mais impressionantes no Mundial ao garantir o quinto lugar a bordo do carro da M-Sport, incluindo um terceiro lugar, atrás de Hirvonen, no power stage. Seu companheiro de equipe, o veterano François Delecour, ficou com a sexta posição, apesar do longo tempo longe do Mundial. Neste domingo, deu o volante de seu Ford ao seu navegador, Dominique Savignoni, no power stage, para permitir ao seu amigo se aposentar com estilo após o evento.


Pierre Campana foi o sétimo co ma Mini, à frente de Ott Tanak (M-Sport Ford) e Martin Prokop (Czech Ford), que venceu uma apertada batalha com Armindo Araújo, também com um Mini.


Latvala foi um dos abandonos mais significativos do evento. Sébastien Ogier, ex-piloto da Citroen, se destacou em sua estreia com seu Skoda Fabia, ficando com o modesto carro S2000 em quarto. Mas sua jornada foi encerrada com um grande acidente, quando estava em sexto no final do segundo dia, o que deixou seu navegador, Julien Ingrassia, com pequenos ferimentos no braço.


Possivelmente, o resultado mais desolador foi o abandono de Per-Gunnar Andersson, que estava na nona posição e liderava entre os SWRC (Super World Rally), quando seu Proton apresentou um vazamento de combustível na noite de sábado. Craig Breen, então, acabou se tornando o único piloto SWRC a terminar, enquanto o companheiro de equipe de Ogier, Kevin Abbring, foi o S2000 mais bem posicionado. Vencedor no ano passado, Bryan Bouffier, perdeu muito tempo com incidentes no primeiro dia. Seu ex-rival no IRC, Thierry Neuville, era o oitavo, à frente de Delecour, quando bateu no final do primeiro estágio.


Rali de Monte Carlo – classificação parcial (dez primeiros):


1º. Sébastien Loeb (FRA/Citroen), 4h32min39s9

2º. Dani Sordo (ESP/Mini), a 2min45s5

3º. Petter Solberg (NOR/Ford), a 3min14s2

4º. Mikko Hirvonen (FIN/Citroen), a 4min06s8

5º. Evgeny Novikov (RUS/M-Sport Ford), a 6min03s4

6º. François Delecour (FRA/M-Sport Ford), a 7min47s9

7º. Pierre Campana (FRA/Mini), a 8min31s4

8º. Ott Tanak (EST/M-Sport Ford), a 10min34s7

9º. Martin Prokop (TCH/Czech Ford), a 16min10s7

10º. Armindo Araújo (POR/Araújo Mini), a 16min16s6


Fonte: Tazio

Então esta aí!!! Monsieur Loeb levou a primeira etapa do WRC 2012 com facilidade, depois que o finlandês Jari-Matti Latvala abandonou a prova, logo no primeiro dia. Se ele venceria ainda com Jari por lá, não sabemos, mas que pelo menos a briga seria maior, isto seria. Eu fico é chocada, ainda (acreditem) como tudo na carreira deste fenônemo francês tem números impressionantes. Podem até achar que ele não é isto tudo, e tal, mas eu não. Loeb é um baita piloto, no rali, vencer como ele vence, é algo simplesmente extraordinário. A qualquer momento, em uma etapa, tudo pode ir por água abaixo, e ele consegue. Sempre. Repetitivamente. Parabéns Monsieur Loeb por mais esta vitória!

Quero falar também sobre Dani Sordo. O espanhol não teve um ano bom em 2010, quando fez sua última temporada pela Citroën, deixou mesmo a desejar. Se quiserem, comparem o ano de 2010 dele com a única temporada de Sébastien Ogier, em 2011, na mesma equipe, como companheiro de Loeb. Nem preciso falar nada né? Pois bem, mas eu estou gostando de ver Sordo na Mini e o que ele tem lutado para conquistar. Desde o ano passado, quando fez apenas alguns eventos, ele tem se saído bem, e este rali em Monte Carlo provou isto.


Sobre Petter Solberg. Adoro este cara! Uma descoberta e tanto para mim. É um piloto com p maiúsculo e eu sinceramente torço para que ele consiga fazer uma ótima temporada este ano. Quero vê-lo vencendo. Petter merece! Pelo piloto e pelo cara bacana que é.


Mikko Hirvonen. Eu ainda tenho fé no finlandês. Meus amigos José Renato e Diego Maulana implicam com o pobre (rsrsrsrs), mas eu ainda acho que um dia, ele pode ser campeão. Mas devo confessar que de 2010 para cá, passei mesmo a achar que quem pode estar próximo de um título de rali é seu conterrâneo, Jari-Matti Latvala. Ok, vocês podem achar que estou delirando, porque Jari é doidinho de pedra, e com ele emoção é o que não falta. Faz ralis espetaculares e em outros protagoniza acidentes espetaculares... rsrsrs. Mas vejo em Latvala, algo mais agressivo do que em Mikko. Sei lá, pode ser só impressão.


Para encerrar, achei que a colocação do piloto brasileiro Paulo Nobre, o Palmeirinha, foi muito boa. Ele terminou entre os 20 primeiros, em um evento tão importante como o Rali de Monte Carlo. Torço de verdade para que ele tenha uma boa temporada. O rali não é visto com muita importância pelo público brasileiro, mas temos Palmeirinha esta temporada, no ano passado tivemos Daniel de Oliveria no IRC. Temos o segundo maior rali do mundo em nossas terras, Os Sertões. Não é muito? Eu acho que é muita coisa, pena que não é o suficiente para que o público perceba as coisas com um pouquinho mais de respeito.


Fonte: www.vysledky-rally.cz

Uau!!! Falei demais!!! rsrsrs... Há dois anos, quando comecei a brincar com esta coisa de rali, jamais imaginei que um dia, chegaria o momento em que um post meu sobre o assunto seria tão fácil de escrever. As opiniões simplesmente foram brotando da minha mente...

E que venha a Suécia!!! Um dos meus eventos favoritos!!!! :)

Beijinhos, Ludy

Comentários

Nelson disse…
Ludy, queria antes de tudo te dar parabéns pela cobertura do rali aqui no Octeto, gostei muito dos posts de fotos e dos vídeos que você indicou, está mesmo de parabéns!

É verdade que Loeb é um gênio do esporte, mas eu tenho extrema simpatia por Jari-Matti Latvala, eu também vejo essa agressividade que você vê a mais nele, acho que isso me faz ter simpatia por ele, espero que ele possa deixar de protagonizar tantos acidentes e tenha condições de desafiar o francês pelo título.

Concordo com tudo em relação a Dani Sordo, foi muito bem nesse rali, acho que, com um pouco de sorte, ele terá condições de finalmente vencer uma etapa do WRC nesse ano, e seria muito legal se isso acontecesse.

Também gosto muito de Petter Solberg, espero que ele tenha muito sucesso na Ford, ele e Jari-Matti são de longe minha dupla preferida!

Mikko é um ótimo piloto também, mas acho que qualquer piloto que chegar na Citröen para dividir a equipe com Loeb acabará sendo relegado ao posto de segundo piloto, não acredito que ele tenha chances de título estando na Citröen com Loeb.

Eu também destacaria o ótimo rali que Sébastien Ogier estava fazendo com um carro S2000 até sofrer aquele acidente, não é qualquer um que conseguiria andar no pelotão da frente com um carro de outra classe (por mais que as condições climáticas o tenham ajudado indiretamente, é algo notável), tomara que a Volkswagen não reduza os planos de participação no WRC para o ano que vem como a Mini fez para esse ano (e deixou Kris Meeke na mão...) e tenhamos mais um concorrente de peso para lutar pelo título.

Você foi perfeita novamente sobre Paulo Nobre, é um feito e tanto conseguir terminar o rali, entre os vinte primeiros é algo digno de nota, também estou na torcida para que ele tenha uma boa temporada.

E que venha a Suécia, acho ralis na neve muito bacanas! E estou curioso para ver como Nasser Al-Attiyah vai se sair no WRC.
Oi Nelson!!! Obrigada pelo elogio! Fico feliz que tenha gostado. Estava preocupada com o formato da nova cobertura do WRC aqui no Octeto depois da saída de Kimi. Acho que encontrei a fórmula certa para mim e para quem curte o esporte! :)

Seus comentários foram todos ótimos e devo dizer que esqueci completamente de comentar sobre o Ogier (não vou de propósito, eu juro), mas eu concordo muito com você.

E sobre o Al-Attiyah, vamos ver o que o homem do Rally Dakar vai fazer. Vai ser no mínimo divertido! :)

bjs

Ludy

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz Aniversário, Alonso!!!!