Novidade na HRT

Por time mais espanhol, HRT anuncia Pérez-Sala como substituto de Kolles

Luiz Pérez-Sala está de volta à F1. Ex-piloto da Minardi no fim da década de 80, o espanhol nascido em Barcelona há 52 anos é o novo chefe de equipe da HRT. O anúncio da contratação do novo dirigente foi feito nesta quinta-feira (15), um dia depois que a escuderia confirmou a saída de Colin Kolles, que desempenhou a função nos dois primeiros anos do time na F1.

O novo comandante da HRT já estava na equipe desde julho, como representante contratado pelo novo proprietário, o grupo de investimentos Thesan Capital, baseado na Espanha, que sempre indicou ter a vontade de transformar a equipe cada vez mais nacional. Na esteira da nacionalização da HRT, Pérez-Sala vai trabalhar ao lado do compatriota Pedro de la Rosa, por enquanto o único piloto contratado para 2012.

Apesar de sua passagem apenas breve pela F1 (26 GPs disputados e um ponto somado), Pérez-Sala tem relação íntima com o mundo do automobilismo. Desde os anos 90, o catalão se tornou um dos mais renomados comentaristas da TV espanhola. O novo comandante da HRT trabalhou também na coordenação de um programa de jovens pilotos da Catalunha. Nomes como Jaime Alguersuari, Miguel Molina, Dani Clos, e mais recentemente, Daniel Juncadella, já passaram pelo crivo do dirigente.

Empolgado pela oportunidade, Pérez-Sala adotou discurso cauteloso e disse que seu principal objetivo é reforçar a estrutura da equipe espanhola visando as próximas temporadas.

“Esta nomeação é um orgulho, mas também uma grande responsabilidade. Ingressei na equipe para assessorar os novos proprietários e contribuir com minha experiência na medida do possível. Era preciso criar uma base para crescer, e pouco a pouco, estamos vendo os primeiros frutos desse trabalho”, comentou o espanhol.

“Mas não devemos perder a perspectiva e ser conscientes de que assumir responsabilidades, como desenhar o carro ou mudar a sede para a Espanha é uma grande tarefa, e claro, isso nos deixa com muito trabalho pela frente. Devemos ser pacientes e conscientes de que não podemos esperar sucesso em curto prazo, mas sim buscar à frente uma equipe que todos possamos nos sentir orgulhosos”, acrescentou Pérez-Sala.

O novo comandante da HRT reafirmou o orgulho por comandar uma equipe cada vez mais espanhola na cada vez mais concorrida F1. “Já é um feito que a Espanha conte com uma equipe na categoria máxima do automobilismo mundial, estamos no G12. Posto isso, além do orgulho, sem dúvidas isso trará um maior desenvolvimento da estrutura e de tudo que está à sua volta”, concluiu o dirigente.

Diretor-geral da HRT desde julho, Saúl Ruiz de Marcos elogiou o trabalho de Pérez-Sala enquanto assessor da equipe antes de ser promovido ao posto de comandante a partir de 2012. “Desde que começamos a trabalhar com Luiz, a sintonia sempre foi muito boa. Agora ele assume um papel chave na equipe, e a decisão foi tomada por seu conhecimento e compreensão do que ocorre à sua volta e também pela sua maneira de fazer as coisas. É a decisão mais acertada que podemos tomar”, avaliou o executivo.

Sobre Kolles, que deixa a equipe junto com o assessor Manfredi Ravetto, Ruiz de Marcos agradeceu pelo trabalho desempenhado e também lhe desejou boa sorte. “Agradeço pelo trabalho e pela dedicação ao longo desses dois anos de vida da equipe e lhes desejo o melhor para o futuro”, finalizou o diretor-geral da HRT.
(fonte: Grande Prêmio)

Bjinhus, Tati

Comentários

Postagens mais visitadas