Semana Fernando Alonso 2011 - Dia 8: Meus favoritos no. 5


Olá amigos!!

Traga hoje no último dia de SFA, o meu último texto do "Meus favoritos". Este traz uma enorme carga emocional, escrito no dia do GP da Espanha. Vi na época que muitas pessoas (muitas mesmo) se identificaram com a minha situação. E eu fico feliz que vocês, leitores, tenham conseguido captar a ideia e os sentimentos que quis passar...

Por isso, este texto está no meu TOP 5. E se duvidar, ele é meu no. 1!

Vamos lá?!?!

Semana Fernando Alonso 2011: "Meus favoritos no. 5"


"O meu Ayrton Senna"
Escrito em 22 de maio de 2011

"Ayrton Senna é um mito. Um homem que move fãs no mundo todo, de todos os tipos, idades e nacionalidades. É sinônimo de sucesso, garra e, acima de tudo, de TALENTO.

Todos nós, brasileiros ou não, temos em Ayrton um exemplo de determinação, para uns mais do que para outros.

Senna, mesmo que não esteja mais entre nós, é capaz de emocionar. Ele é capaz de fazer chorar (como uma criança) até o homem mais duro. E por que ele faz isso!? Porque Senna é um ídolo. Não por ser bonitinho, gracioso, e sim, por representar algo a alguém.

Senna antes de piloto é um exemplo. Talvez não para você que está lendo este meu texto, porém é para muitos ao redor do mundo.

Tenho amigos que não são de chorar, ou de se emocionar facilmente, mas que ao assistir aqueles vídeos mágicos do brasileiro se entregam a emoção, se entregam a saudade do nosso Senna, do Ayrton Senna do Brasil.

Eu não me lembro das vitórias do brasileiro, não me lembro das corridas, não me lembro das gloriosas disputas... eu não lembro de viver o ídolo Ayrton Senna.

Mas engana-se aquele que imagina que por isto me sinto uma fã (de automobilismo) incompleta. Eu realmente perdi a chance de assistir ao vivo as genialidades deste especial piloto, mas Deus (ou qualquer outra força sobrenatural...rs) reservou algo igualmente fabuloso para minha vida de torcedora. Talvez algo ainda mais forte e especial do que eu teria como Sennista.

Quisera Deus que no meu caminho estivesse um outro personagem, igualmente genial e genioso. Um rapaz que tem feito parte da minha vida há alguns anos. Alguém que me ensinou diversas lições, que me serviu de exemplo para determinadas situações, que me ensinou tudo que hoje eu sei sobre este esporte, alguém que hoje me faz ser a fã que eu sou. Interessada, passional, confiante, feliz, e acima de tudo, orgulhosa. Muito orgulhosa.

A temporada de F1 deste ano está um fracasso. Ao menos para mim. Para quem ano passado pôde ver seu piloto disputando um título até o ultimo momento... 2011 está sendo um completo pesadelo. Eu, nem em meus piores pensamentos, imaginaria um cenário tão desolador como o que estou vivendo. Tão triste ao ponto de claramente chegar a conclusão de que... não dá mais! Acabaram nossas chances, se é que elas um dia existiram. Não quero mais pensar em título, não mais...

E aí, surge a grande questão: Então, por que eu acordo todas as manhãs de domingo para assistir algo que está ruim e chato? (acho que meu pai se faz esta pergunta todos os dias...rs). Eu respondo: estou em frente a TV porque torço para aquele personagem genioso e genial que falei lá em cima.

Alguém no sábado apostaria que Alonso conseguiria a 4a. posição no grid de largada!? Não, ninguém! E é aí que entra a minha razão de estar ali. Sei que dele, tudo pode ser possível, mesmo que seja imaginário, utópico ou que dure duas ou vinte voltas. Eu acordo porque Alonso faz a diferença.

Da mesma forma que Senna fazia onde quer que estivesse. Não importava o quão impossível parecesse a condição, ou quão complicado fosse, Senna dava um jeito de fazer valer sua capacidade, garra, luta e talento. E era isso, e não a vitória, que faziam chorar e arrepiar até os marmanjos mais insensíveis.

O nosso fim de semana foi mágico! Sim... foi mágico, você não leu errado! Eu ontem quando vi Alonso se meter entre as McLarens deixei as lágrimas rolarem por dois simples motivos: 1º. Porque tenho um P. orgulho deste cara e do que ele é capaz de fazer, e 2º. Por ver que se com um “carro” fraco ele foi capaz daquilo, imagina com um bom carro...

Nosso fim de semana foi mágico porque hoje, na Espanha, eu vi uma das melhores largadas na F1 nesta minha vida de fã. Sebastian Vettel disse não saber de onde surgiu Alonso. Devo explicar ao jovem alemão que genialidade não pede licença... rs

Nosso fim de semana foi mágico porque vi o meu piloto nos brindar com seu talento e lutar bravamente contra os Gigantes... hehe

Nosso fim de semana foi mágico porque Fernando me fez acreditar, mesmo que por poucos minutos em uma vitória maluca, me fez imaginar "la grande remontada” como ano passado, me fez sonhar com a chance de vê-lo vencer diante seus fãs novamente, me fez imaginá-lo já vibrando dentro do cockpit, batendo as mãos no casco de tanta alegria ou comemorando à la Chaves (típico!rs), me fez sonhar com mais uma deliciosa gargalhada da vitória... mesmo que tudo isso tenha durado alguns rápidos, e prazerosos, segundos.

Nosso fim de semana foi mágico porque como toda mágica há um truque por trás de tudo. Há capacidade de nos fazer ver o que queremos ver. A arte de tornar o irreal em real diante nossos olhos. Porque há um mágico que usa de sua habilidade com as mãos para transformar e encantar. Porque a mágica nos fascina, nos intriga e nos faz pensar: como ele consegue fazer isso!? Qual é o truque!?!

E assim como todo bom mágico não revela o seu maior e melhor truque, toda mágica só gera fascinação se houver o desconhecido.

E foi este desconhecido que hoje me fez vibrar, pular na cama, me arrepiar e pensar: "de onde ele tira tanta força para fazer valer seu talento com um equipamento tão limitado? Como Alonso consegue?!" Tá aí, o talento do mágico e a fascinação do desconhecido...

Eu devo dizer a vocês, meus leitores e amigos, que hoje mesmo sabendo que tudo não passava de um truque, eu me diverti e acreditei que valeu a pena.

Eu não vi ou vive as mágicas do nosso saudoso Ayrton Senna do Brasil, como acredito que muitos que estão lendo este texto viveram. Não tive esta oportunidade grandiosa. Mas eu não lamento nada disso, porque a mim foi reservado algo igualmente especial. Eu também tenho meu exemplo de determinação, de garra, de sucesso, de talento... eu tenho o meu Ayrton Senna: ele se chama Fernando Alonso. E tenho muito, muito orgulho disso!

E se vocês que estão lendo isso se emocionam, ou já se emocionaram, com Ayrton, irão compreender como funciona este orgulho, e deste forma, nunca irão me condenar por seguir em frente e acreditar que com Alonso tudo é mágico e especial, ainda que dure apenas frações de segundos...

Obrigada Fernando Alonso por mais este domingo Mágico! E que venham muitos outros ... hehe"

Bjinhus, Tati

****

Este texto está sem dúvida, no TOPO da minha lista!!! hehe

Daqui a pouco eu volto!

Bjus, Tati

Comentários

AMANDA SARAIVA disse…
tati, mais um texo seu lindo e emocionante! o seu texto traduz os meus sentimentos em relação ao senna, ao alonso e ao gp da espanha!! me vi de novo vibrando e gritando em um gp de f1, quando tudo estava morno, lá vem o alonsinho pra por fogo no pedaço, ele é realmente um ser espetacular!!!
Julie disse…
Oi Tati!

Reler esse texto foi mais uma vez emocionante, me leva sempre às lágrimas!

Você tem o dom de colocar no papel todo o sentimento de nós, torcedores do Alonso, e eu me sinto representada em cada palavra que você escreve!

Felizmente, tive a oportunidade de acompanhar a carreira do Senna e agora me sinto lisonjeada com a do Alonso. São dois elos, duas histórias que fizeram, fazem e continuarão a fazer parte da minha vida sempre!

Bjusss
Julie

Postagens mais visitadas deste blog

Roubou a cena!