Apoiado

Promotores do GP dos EUA aprovam ideia de Bernie

Na opinião de organizadores, mudança de data para novembro privilegiará mais a prova em Austin

Os organizadores do GP dos EUA aprovaram a decisão de Bernie Ecclestone de adiar o primeiro GP em Austin, no Texas, de junho para novembro do próximo ano.

A nova data, diga-se de passagem, ainda precisa da aprovação da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para ser oficializada.

“Tenho esperado por uma corrida no fim da temporada desde o começo do projeto e vejo isso como um sinal muito positivo da F1, que pretende que o evento norte-americano seja um grande sucesso”, explicou o principal organizador do GP dos EUA, Tavo Hellmund.

“O sr. Ecclestone tem dezenas de questões conflitantes quando propõe um calendário. Ele tem de equilibrar os interesses das equipes com os dos promotores e ainda considerar a situação única de cada país-sede. Colocar nossa prova no final do calendário nos coloca em um ponto privilegiado para receber o mundo [da F1] no ano que vem. Eu não poderia ficar mais agradecido pessoalmente e profissionalmente”, acrescentou Hellmund.

Steve Sexton, presidente do circuito das Américas – nome da pista em Austin –, também gostou da nova data.

“A intervenção do prefeito [de Austin] sobre a qualidade do clima do Texas central durante os meses de verão foi obviamente importante à gerência da F1”, explicou Sexton.

“Em primeiro lugar, queremos que nossos fãs tenham uma grande experiência quando cheguem aqui. A perspectiva de um clima mais ameno [em novembro] torna isso mais possível. Também nos dá mais tempo para preparar melhor nossos funcionários e os milhares de voluntários que participarão da semana da corrida de F1”, concluiu.

De acordo com a publicação inglesa “Autosport”, a nova versão do calendário de 2012 – que inclui o remanejamento do GP dos Estados Unidos para novembro – foi apresentada por Bernie Ecclestone às equipes durante o fim de semana do GP da Hungria.

Os times, no entanto, se preocupam com o adiamento da prova norte-americana por conta do período de tempo apertado (10 semanas) para a realização de sete GPs no fim do ano e da dispendiosa logística.

Fonte: Tazio

Eu imaginei que o pessoal da organização da prova americana ficaria do lado de Bernie. Mas nem me preocupo com este assunto também, porque mesmo que os times se rebelem, a vontade de Bernie é que prevalecerá. #fato #ésempreassim

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Roubou a cena!