"O que elas pensam?" By Tati



O que elas pensam?: "Entre a razão e o coração..." by Tati

O campeonato acabou, já temos o campeão de 2011. Isso é o que fala qualquer pessoa que assiste F1 e que tem experiência neste ramo do automobilismo, seja como torcedor ou como especialista no assunto.

Os números, a lógica, as estatísticas... tudo indica que teremos, neste ano, o campeonato de F1 menos disputado dos últimos anos desde 2005, quando Alonso venceu com relativa tranquilidade (e duas corridas de antecedência) seu 1º. título mundial.

O campeonato já está decidido e acabou! É isso que repito a mim mesma todos os fins de semana de GP. Já na sexta, eu começo o mantra... “ já acabou!”. Isso facilita as coisas e torna tudo menos “doloroso” na minha visão alonsista. O mantra funciona bem aos sábados, o que me permite não estressar com a classificação, e menos ainda, ficar frustrada com a nossa atual (e triste) situação: estar longe da pole position e das vitórias.

O problema vem no domingo, quando Alonso entra na pista e desfila seu talento pelos circuitos da vida. Ele me faz ter esperanças (damn it!! #byJackBuer rsrs), ainda que eu saiba que tudo não passa de loucura da minha cabeça e que toda esta loucura seja completamente impossível. Isto me causa frustração, me faz sentir raiva da existência de pessoas tão incompetentes no comando/staff da Ferrari.

Odeio me sentir frustrada. Odeio saber que Alonso não irá vencer. Odeio saber que este ano não será o ano do TRI, depois de tanto tempo sonhando com isso. Odeio que ele seja tão bom em um carro tão ruim. Odeio imaginar que ele poderia estar fazendo um trabalho tão bem feito (e até melhor que) quanto o líder do campeonato com aquele carro nas mãos. Eu odeio ter esperanças a cada largada nos domingos e me frustrar imediatamente após bandeirada final. Odeio ter que esperar e pedir por um milagre... Um milagre que a razão me mostra claramente que não irá acontecer, mas que meu coração não consegue entender (ou seria aceitar!?!).

A razão fala a língua dos números e das estatísticas, já o meu coração, que é burro e não sabe fazer contas, fala a língua dos sentimentos. Ele apenas sente...

Sente saudades das vitórias fáceis...
Sente saudades das vitórias difíceis...
Sente saudades do sabor de vencer um campeonato tranquilo...
Sente saudades do sabor de vencer um campeonato difícil...
Sente, acima de tudo, que com Alonso, quando tudo parece impossível, vem a virada...

Mesmo quando todos os fatos (e a razão) nos mostram que tudo acabou, meu coração segue (involuntariamente) insistindo em não desistir... segue tendo esperanças a cada largada... segue contrariando a razão, os números, as estatísticas... ele segue com Alonso e seu talento... Meu coração segue batendo e me dizendo: com Alonso ainda dá!

E assim eu fico: entre os sábados e domingos, entre os números e os sentimentos, entre a razão e o coração, entre os fatos e Alonso. Mas no final, eu sei que não tem jeito... sempre dá Alonso!

Bjinhus, Tati

Comentários

Flora Marina disse…
Sinto a mesma coisa! Digo que não tem jeito, mas Alonso vai lá, quebra tudo e todos e faz com que eu pense: "não, com Alonso sempre tem jeito! Se o carro fosse um pouquinho de nada melhor, a gente ia ganhar aquele campeonato sofridinho e emocionante!". Ao mesmo tempo que sei que não vai ganhar, tenho a mesma certeza que ainda dá! kkkkkk vai entender!
silf1 disse…
Yo también siento lo mismo.. sé que todo está difícil, pero al ver cada carrera, la veo con una pequeña esperanza U.U
Seu texto ficou ótimo Tati!!!! :)

bjs, Ludy
Biba disse…
Eu sempre me sinto frustrada qndo o campeonato fica assim meio xoxo... pq não tem nada mais xoxo do que campeonatos com ganhador com tanta antecedência, é mais xoxo q o pão da prima dos Raimundos kkkkkkk
Julie disse…
Parabéns pelo texto, Tati! Só você para colocar no papel tudo que nós, alonsistas, sentimos!hehehe

E eu também sinto a mesma coisa! Metade de mim já pede para desistir, não criar expectativas, começar a pensar no próximo ano...Em compensação, a outra metade, mais emocional, diz que com Alonso, as esperanças sempre se acendem, pois pilotar aquele carroça e ficar ainda entre os três é coisa que só Alonso consegue fazer! hehehe

Enfim, nesse cruel caminho entre a frieza da razão e o calor da emoção, a minha rotina não muda nunca: continuo a levantar cedo, seja para um simples treino, ou até mesmo para assistir a corrida, mesmo sabendo até quem será o vencedor...Mas, apesar de tudo, no fim das contas, é como você mesma diz,sempre dá Alonso!

Super bjsss
Julie
wagner disse…
Hehehehe! Essa luta de boxe entre cérebro e coração, ficou hilária, kkkkkk. Na boa, Tati, como bom leonino, sou teimoso tbm. Enquanto houver pontos, tamo junto! Ele é o cara!
Andrea disse…
Tati, muito legal o seu texto.
Como sempre vc já disse tudo, o que fazer com a razão se o coração teima em acreditar!!!!
Sempre fico acreditando que no próximo GP tudo será melhor....quem sabe esse dia não chega...

Bjos

Andrea
Erika Quintela disse…
Tati, amei o texto!
Vc conseguiu traduzir em palavras tudo o que eu também sinto a cada fim de semana de corrida.
Porém, eu só vou desistir quando o Fernando Alonso desistir, pois como vc mesmo disse "com Alonso ainda dá!"
Tiago Marçal disse…
Desde 2008 a verdade é essa: alguém na ferrari só vai voltar a ser campeao quando o Domenicalli sair! #fato...Não tem talento no mundo que reverta a incompetencia da cupula do time! =P

Postagens mais visitadas