GP do Bahrein é cancelado!!!

Organizadores decidem cancelar a prova do Bahrein

País passa por momentos conturbados na política, causando protestos violentos

Devido a situação política conturbada no país, os organizadores do GP do Bahrein decidiram cancelar a edição da prova deste ano, que estava prevista para acontecer no dia 13 de março e seria a abertura do Mundial de 2011.

A capital da ilha do Golfo Pérsico, Manama, enfrenta violentas ondas de protesto que exigem uma reforma política no país, causando várias mortes nos últimos dias.

"O Circuito Internacional do Bahrein anunciou hoje que o Reino do Bahrein vai deixar de sediar o GP de F-1 deste ano para que o país possa se concentrar no processo do diálogo nacional", afirmaram os organizadores em comunicado.

"Na última sexta-feira, o Príncipe iniciou um novo diálogo envolvendo todos os setores da sociedade barenita visando resolver a atual situação do Reino. O Príncipe informou Bernie Ecclestone sobre a decisão por telefone, hoje mais cedo."

O príncipe herdeiro do país, Salman bin Hamad bin Isa Al Khalifa, afirmou que a decisão do cancelamento era inevitável. "No momento, toda a atenção do país está voltada em construir no novo diálogo para o Bahrein", comentou.

"Apesar de Bernie Ecclestone ter deixado claro que a decisão da corrida cabia totalmente ao Bahrein, sentimos que era importante para o país se concentrar nos problemas imediatos de interesse nacional e deixar o GP do Bahrein de F-1 para uma data mais tardia."

"Gostaria de mostrar minha gratidão pessoal a Bernie Ecclestone pelo seu apoio e compreensão. Depois dos eventos da semana passada, a prioridade de nossa nação é superar a tragédia e juntar o país, lembrando o mundo daquilo que o Bahrein pode fazer de melhor como uma nação mais uma vez unida", encerrou.

Zayed R. Alzayani, presidente do circuito de Sakhir, lamentou a necessidade de cancelar a prova, mas se mostra ansioso para que o país receba a categoria novamente em breve.

"O GP do Bahrein é tempo de celebração. Sediar a corrida é fonte de grande orgulho para o Bahrein e os barenitas. É uma demonstração ao mundo e estamos ansiosos para dar as boas vindas às equipes, aos pilotos e a todos os envolvidos na F-1 novamente no Bahrein em um futuro próximo."

Fonte: Tazio

Atitude acertadíssima! O príncipe herdeiro agiu corretamente. Antes de qualquer outra coisa é preciso concentrar forças para que seu país consiga sair desta situação. Ano que vem eles voltam ao calendário e se tudo der certo, em um panorama político muito mais democrático.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Fernando Kesnault disse…
Democrático??? País arábe de cultura com pouquissimos a viver na luxuria??? duvido, vão "pastelar" com retoques a mando ianque "para ingles ver"...ou melhor "pros bobos do mundo ver"...heheh.
Milton disse…
E, pela fala dos cabras, o que pega é que não vai ter GP no bahrein esse ano...

Não se trataria nemd e mudança de data, mas de cancelamento mesmo.

Será q Sir Bernie agora começa a ver que essa "mudança" para o Oriente Médio pode trazer graves efeitos colaterais para a F1?
Fernando Kesnault disse…
Que assim seja Milton....volte aos tradicionais circuitos da f-1 sem os "retoques" do Tilke-desmancha pistas não?? Algarve, Paul Ricard, Kyalami, circuito não falta...seria mais uma prova chata num circuito chato.

Já estou a ver, qdo. o Bernie morrer voltara os circuitos tradicionais e teremos uma f-1 mais normal e menos amante do dinheiro....

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz Aniversário, Alonso!!!!