Sem problemas

Bahar não vê problema em ter duas Lotus no grid

Presidente do Grupo Lotus acredita que sua marca teria uma promoção adicional

Dany Bahar, presidente do Grupo Lotus, que anunciou ontem a associação com a Renault F1 para a formação de uma nova equipe na próxima temporada, acredita que não exista nenhum problema em ter duas equipes com o mesmo nome na categoria.

O Grupo Lotus, da montadora estatal malaia Proton, e Tony Fernandes, proprietário do Team Lotus, e que correu em 2010 como Lotus Racing, disputam na justiça inglesa os direitos de utilizarem o lendário nome.

Porém, o dirigente explica que acredita que ter dois times com a mesma nomenclatura daria uma maior divulgação à marca.

"Para mim, não tem problema. Quatro é melhor que dois. A controvérsia, que está sendo forçada principalmente pela mídia, eu diria, tem sido administrada pelos nossos acionistas na Malásia e com os proprietários do 1Malaysia Racing Team [Empresa mãe do Team Lotus], e realmente não nos afeta."

"No entanto, a minha opinião é que ter quatro [carros] Lotus é melhor que ter dois. Eu não tenho nada contra isso", disse Bahar.

O Grupo Lotus tem feito um grande investimento nos últimos meses no automobilismo. Na Indy, teve uma parceira técnica com a equipe KV em 2010 e já anunciou que será fornecedor de motores na categoria a partir de 2012, se associou à ART na GP2 e na GP3, e está desenvolvendo um programa para Le Mans.

Bahar afirma que tudo isso, junto com o retorno à F-1, beneficiará a imagem da montadora fora das pistas.

"Não acho que eu, minha equipe de administração, os acionistas e todas as outras partes envolvidas iriam concordar com este passo se não estivéssemos convencidos que isso nos dará o retorno necessário para a marca que somos agora e para nos tornar a marca que queremos ser daqui a dois anos", concluiu.

Fonte: Tazio

Duas coisas a dizer, acho que Tony Fernandes não pensa a mesma coisa com relação ao nome e segundo, se estava tão interessado em voltar, por que não o fez antes da Lotus de Fernandes? Não sei, não estuo achando legal a maneira como o pessoal de Bahar entrou nesta brincadeira. Só uma opinião, é claro!

Beijinhos, Ice-Ludy

Comentários

Fernando Kesnault disse…
Acho que é mehor duas do que nenhuma e a questão de entrar primeiro ou não, tudo depende das condições estabelecidas em projetos de cada parte, acho válido que tenha duas equipes onde o nome principal é Lotus e nem a FIA tem o poder de eliminar isso apesar de estabelecer as regras da categoria e quer saber, no fim, como o Tony Fernandez é empresario e sempre está interessado em não perder nos negócios, ele irá vender a sua equipe e estrutura para a Lotus Cars e tudo se resumirá em uma só equipe, acredite, ele é empresario e ainda irá estampar o patrocinio de sua empresa aérea (Air Asia) nos carros da equipe única Lotus.masieuaorj
Unknown disse…
isso parece passssssssssar a perna!

Postagens mais visitadas deste blog

Para Lu... um Feliz Aniversário!!!!!!

Historinhas... é a vez de Niki Lauda