É preciso preparo físico!

Istambul exige do preparo físico dos pilotos, diz Nelsinho

O Mundial de Fórmula 1 passa no próximo final de semana (05 a 07/6) pelo circuito de Istambul, na Turquia. Um dos mais modernos do calendário da categoria - inaugurado em 2005 - o traçado turco, com 5.338 metros de extensão, também é um dos mais exigentes.

Isso porque em uma volta na pista os bólidos enfrentam diferentes níveis de solo e trechos com sequências de curvas rápidas mesclados àqueles com curvas mais lentas. "O acerto do carro na Turquia é um desafio à parte", diz Nelsinho Piquet.

"Você precisa de um bom grip mecânico para contornar curvas a 80 km/h e também tem que ter um carro equilibrado nas curvas de alta, sem poder apelar para muita pressão aerodinâmica, do contrário perde-se muito tempo na primeira metade da volta", explica.

Se por um lado o autódromo da Turquia apresenta boas condições de asfalto e zebras, que não desgastam demais a suspensão dos carros, por outro lado é um circuito de difícil ultrapassagem. Na primeira metade da pista, que possui o trecho com curvas de alta velocidade, é muito difícil ganhar posições.

O melhor ponto, segundo os pilotos, fica na curva 12 - logo após a maior reta da pista, que tem 720 metros de extensão. "A freada da curva 12, além de ser a mais forte do circuito, também é crucial para um bom tempo de volta. Um erro ali e você perde a trajetória ideal para contornar a sequência de curvas de baixa que vêm a seguir e, consequentemente, isso custa muito tempo", comenta Nelsinho.

Outro fator que exige da preparação física dos pilotos é o sentido anti-horário do circuito. Ou seja, a maior parte das curvas é para o lado esquerdo - que só acontece na Turquia e no autódromo de Interlagos, no Brasil, durante a temporada da Fórmula 1. Com a maior parte da pressão diferente do usual nas corridas, os competidores costumam intensificar o treinamento na musculatura do pescoço antes dessas provas.

Para Nelsinho Piquet a pista traz boas recordações. Nas duas temporadas em que disputou a Fórmula GP2, o brasileiro pontuou em todas as provas que disputou na Turquia - inclusive marcando a pole-position e vencendo a etapa de 2006, quando foi vice-campeão da categoria.
(fonte: Amigos da Velocidade)
***
Bom que com estes joguinhos de futebol os pilotos podem manter uma boa forma!!! hehehe
Bjinhos, Tati

Comentários

Leticia AA disse…
VOLTEI!!!!!!GZUIS,Q SAUDADES Q EU ESTAVA DO BLOG E DE VCS!!!!!!!!!

Foram dias horríveis!hehehhee
Ylan Marcel disse…
Nelsinho, aquele vara-pau, falando de preparação física, rsrs.

Postagens mais visitadas deste blog

Mas logo o Maradona??

Alonso em 2023

Roubou a cena!