FIA/FOM x FOTA

As medidas divulgadas pela FIA na última terça-feira resultaram em análises na imprensa da Inglaterra. Já é dito que tiveram motivações políticas.

Segundo o "Times", a regra de orçamento limitado opcional foi "cautelosamente bem recebida" por algumas equipes "que não são Ferrari e McLaren".

O jornal afirma que Max Mosley e Bernie Ecclestone tentam "ajudar a separar a Fota", a Associação das Equipes da F-1, que tinha feito outras propostas. O "Financial Times" referiu-se à nova situação como "racha perigoso".

Mosley explicou o motivo pelo qual a FIA teve de impor novas regras para 2010. Segundo o presidente da entidade, novas equipes precisam de definições agora e não poderiam esperar.

No próximo ano, haverá um teto de orçamento opcional de 30 milhões de libras. Quem aderir a ele terá benefícios técnicos, mas seus gastos serão supervisionados com atenção.

"Não podemos esperar, pois novas equipes que querem entrar no campeonato de 2010 precisam começar a trabalhar imediatamente", disse Mosley.

A FIA pretende deixar as regras técnicas atuais estáveis até 2012, e quem não quiser ter orçamento limitado poderá gastar quanto quiser.

"Que equipe [por questões financeiras] tem como não aceitar a nova proposta?", questionou Ecclestone.


Fonte: Tazio

Beijinhos, Ice-Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas