Eles escolheram!

Restando quatro provas para o fim da temporada 2008 da F-1, a Ferrari já decidiu: Kimi Raikkonen terá de ajudar Felipe Massa, quando for necessário. E, curiosamente, pela primeira vez desde 2000, quando Rubens Barrichello assumiu o cockpit dos carros de Maranello, um brasileiro terá o outrora criticado "benefício" de um escudeiro, que poderá abrir mão de uma posição em prol do título do parceiro - ou da equipe, na ótica da Ferrari.

Como atual campeão mundial, Raikkonen talvez nunca admita que fará o papel inverso do companheiro em 2008, ser o número dois. Só que o chefe da equipe, Stefano Domenicali, tratou de colocar as cartas na mesa após o GP da Itália, em Monza, ao dizer que o finlandês sabe o que a equipe espera dele no resto do campeonato. "Sempre disse que nosso principal interesse é a equipe", comentou.

"Esta é a coisa mais importante, e os pilotos sabem disso. Até o momento, vocês podem ver que, em nenhum momento, tiramos pontos de um ou outro piloto e, agora, considerando a situação do campeonato e o calendário, Kimi fará seu melhor para ser agressivo e, se for possível, levará em conta o fato de que Felipe [Massa] está mais próximo que ele do líder, Lewis [Hamilton]", continuou.

E, se Kimi tiver de ajudar Felipe, não poderá reclamar. Nas últimas três corridas, enquanto Massa somou 23 pontos, Raikkonen não saiu do zero. E os efeitos destes resultados podem ser sentidos na tabela: o brasileiro está apenas um ponto atrás de Hamilton (78 a 77), enquanto o finlandês amarga a quarta posição, com 57, sete atrás de Robert Kubica, da BMW, o terceiro colocado.

Apesar de contar pela primeira vez com a ajuda de um escudeiro, Felipe Massa procura se esquivar das perguntas relativas ao assunto, dizendo que não mudará sua forma de encarar as corridas em Cingapura, Fuji, Xangai e Interlagos. "Estou fazendo meu trabalho e não vou mudar minhas ideias e a maneira que trabalho em nada. Vou para as corridas pensando em vencer e somar o maior número de pontos possível. É assim que trabalho."

"Estou em uma posição consideravelmente boa no campeonato e espero continuar pensando desta forma. Ontem, terminei à frente do Kimi, o que foi algo positivo, e completei a corrida superando Hamilton, e assim foi. No fim do dia, tive um resultado positivo", encerrou o brasileiro, que tem a melhor chance de título do país na categoria desde Ayrton Senna, em 1993.


Fonte: Grande Prêmio

Meus pensamentos sobre isso coincidem com o de Saima, que posto aqui para vocês, em inglês mesmo (desculpem...estou com muita dor-de-cabeça para traduzir).

"It's a sensitive issue within the Tifosi apparently, but if you want to share your views, even the most heated, then please do in the forum. Ferrari don't need to announce anything about their drivers' position in this matter. If Kimi certainly had to obey an order, they would have announced it as Massa did last year ahead of the Chinese GP, and Kimi wouldn't be refusing anything as he's a team player. My view is that Massa only got out of his way to 'help' Kimi gain a major championship advantage in Brazil last year, the season finale. We Kimi fans really appreciated that and still do. But we, as Kimi supporters through thick and thin, would also appreciate fair treatment from Ferrari. Kimi still has a chance for the title and he should be allowed to do his utmost best efforts to score points or win races. Why? Because if Kimi can do his best then it's great for the team obviously. Massa is only 1 point behind Hamilton, with four races to go. The help required isn't as desperate as it was for Kimi last year, who had a 7 point defict before the final race. I believe Kimi will give a helping hand when the occassion calls for it, as Brazil 2007 did. But as far as Kimi's concerned, he knows Massa doesn't need a great deal of help which would sacrifice Kimi's own chances. Kimi will keep flying, as long as he's got a chance. And those damn tyre issues need to be sorted as soon as possible." - Evenstar Saima

Só para resumir, acho sim que Räikkönen deve ajudar Massa, mas exclusivamente quando ele não tiver mais nenhuma chance, e não antes. Não foi isso que Massa fez o ano passado, e ele não pode exigir de Kimi este tipo de sacrifício este ano.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Anônimo disse…
"Acho que eu estou falando com as paredes o Domenicalli não entende..."

Tudo bem Domenicalli sabemos que é questão de prioridade o título pra vc não perder seu emprego...rsrs
Se precisar Kimi não irá se negar a ajudar o Felipríncipe da "Caras". Mas me convença como ele pode ajudar se nem a pra si próprio ele esta conseguindo melhorar, quando parece que vai, vem a zica da água e f...Tudão!
Próxima corrida pra Ferrari a salvação seria um sol forte, mas pra ajudar vai ser a noite a corrida, com a sorte que a equipe esta é capaz de fazer "era glacial" na pista! O Massa vai ter que se virar sozinho se quiser ser Campeão e andar a frente do Hamilton porque a Mclaren esta mais forte no seco e molhado! Não sei como Kimi vai poder ajudar, o carro dele so esta andando atrás! Repito...diminuir a velocidade e esperar o Lewis dar uma volta pra ele jogar o carro em cima do inglês isso ele não vai fazer...E duvido que a Ferrari vai fazer mágica e colocar os dois juntos andando na frente! O que eu estou vendo é o Kovalainen andando a frente pra ajudar o Hamilton e juntos levarem os títulos de construtores e pilotos isso sim...
Unknown disse…
Não acho vergonha Kimi ajudar o Massa... temos como exemplo o supercampeão Schumacher, que ajudou aquele piloto patético chamado Eddie Irvine em 1999, pois não tinha mais chance de título... recomendo, meninas, a leitura do livro "A Máquina", de Alicia Klein, que fala da vida do Schumi, e conta essa história ocorrida naquele ano
Anônimo disse…
Ok Ricardo, ele ajudou mas como vc disse, quando ele não tinha mais chances no campeonato, Kimi ainda tem e, com certeza ele tem que brigar pelo campeonato dele, do contrario eles poderiam ter escolhido primeiro piloto no começo do ano se é que um piloto tem q abrir mão de disputar seu cameonato pelo seu colega. Concordo plenamente com a Saima e com vc Ludy, Massa só ajudou Kimi na ultima corrida, então não tem pq Kimi ajudar agora!

Kimi will keep flying! Amei hehhe

Bjus
Anônimo disse…
Kimi é despachado o suficiente para saber o que fazer e em que momento. E sabe que trabalha para a equipe que o considera o melhor do mundo, por isso paga a ele 46 milhões de dólares.

Agora, o time tem um objetivo comum: título de construtores e piloto para a FERRARI, do Montezemolo à camareira de Maranello, todos trabalham por isso.
Anônimo disse…
Pois é, vocês já disseram o que penso, Kimi pode ajudar Massa sim, só não acho certo que ele seja limado da disputa para fazer isso por Massa, ainda tendo chances. Aí não concordo mesmo. Ano passado, nenhum torcedor de Felipe aceitaria isso, caso ele tivesse chances. E todos têm de concordar comigo que SOMEMTE no GP do Brasil a ajuda de Massa foi requisitada, nas outras provas Kimi fez o trabalho sozinho, como o próprio Felipe disse que fará agora (como postei na notícia acima). Enquanto houver chance, por menor que seja, Kimi merece o direito de lutar, depois, se não der, ele deve ajudar, porque o que importa é a Ferrari ser campeão dos dois campeonatos.

Ricardo, não é vergonha não, só acho que se eles tirarem Kimi da disputa agora para trabalhar para Massa, não será justo, porque não foi assim que aconteceu no ano passado.

Henry, com certeza Kimi saberá melhor do que o Domenicali o momento de agir...hehehehehe


Beijinhos galera, Ludy

Postagens mais visitadas deste blog

Para Lu... um Feliz Aniversário!!!!!!

Lu, parabéns pelo seu dia!!!!