A íntegra!

Fazendo minha via crucis diária, passei pelo blog do Rodrigo Mattar, e copiei a íntegra da declaração feita por David Coulthard hoje. Muito lindo...

“Gostaria de anunciar minha decisão de me aposentar da Fórmula 1 no fim desta temporada. Permanecerei ativamente envolvido no esporte, como consultor da RBR, com foco nos testes e no desenvolvimento dos carros.
Ainda não sei se voltarei a competir no futuro, em outra categoria, por isso não estou pendurando o capacete definitivamente.
Minha decisão de me aposentar foi tomada neste ano e é baseada em um desejo de parar enquanto ainda sou competitivo e aproveito o desafio de pilotar na Fórmula 1.
Também tenho o desejo de achar novos desafios no esporte. O anúncio foi feito no GP da Inglaterra por motivos óbvios: consegui duas das minhas 13 vitórias aqui e sou membro do Clube Britânico de Pilotos (BRDC), que organiza o evento.

Estou orgulhoso de meu trabalho na RBR e continuarei a correr com o mesmo foco até minha última volta, no GP do Brasil. E continuarei a ajudar a equipe a se desenvolver e alcançar o objetivo de vencer corridas.

Várias pessoas fizeram papéis importantes na minha carreira e gostaria de agradecê-las:
- Meus pais, que mandaram muita energia e me encorajaram em toda a minha carreira; - Dave Boyce, que ajudou no meu início no kart;
- David Leslie Senior e Junior, por terem me ensinado a ajustar um carro;

- Sir Jackie e Paul Stewart, por terem me colocado em sua escada de talentos;

- Sir Frank Williams e Williams-Renault, por terem fé de me promover de piloto de testes a titular, que me ajudou a conseguir minha primeira vitória;
- Ron Dennis e a McLaren, onde fiquei por nove temporadas e alcancei a maioria dos meus sucessos;
- Norbert Haug e a Mercedes, por sempre terem sido competidores;
- Dietrich Mateschitz e a RBR, por me darem a chance de contribuir para o desenvolvimento de uma nova equipe;

- Christian Horner, por seu aberto e profissional estilo de administração, em associação com Helmut Marko;

- Bernie Ecclestone, por prover uma plataforma forte para desenvolvermos nossas habilidades. Nos próximos anos, minha futura família estará agradecendo a ele pelo sucesso financeiro da Fórmula 1;
- Meus empresários, Martin Brundle e David Cawthorne, ao lado de Hutchinson e Iain Cunningham, por terem dado valiosas opiniões;
- Estive em três equipes, mas apenas um projetista. Por isso, Adrian Newey merece agradecimentos especiais por todo o champanhe que estourei;

- E por último, toda a imprensa, comissários, dirigentes, apoio médico, mecânicos, engenheiros, patrocinadores, advogados, contadores e o staff com quem trabalhei neste período.

DC

Silverstone 2008″

Foi a notícia que eu não esperava.
Sinceramente, a
inda não sei como será a F1 para mim, sem David Coulthard. Ainda não consigo imaginar, não assimilei essa história ainda.
Parece que um ciclo se encerra, como se um ponto final fosse colocado em uma parte da minha história, e eu ainda não aceito isso.

Leiam a coluna que Nuvo, nosso amado amigo escreveu!!!!
Muito, muito linda!!!!
Quanto a mim, vou curtir cada momento que nos resta!


Vick

obs: é... agora podemos esperar um filhinho de David Coulthard.

Comentários

Anônimo disse…
Amiga, entendo muito bem qual é a sua sensação...se entendo!!!!
"Ces´t la vie" como diriam os franceses!!!! hehehehe

bjs

Ludy

Postagens mais visitadas deste blog

Para Lu... um Feliz Aniversário!!!!!!

Lu, parabéns pelo seu dia!!!!