28 de agosto de 2016

Nico vence e Hamilton chega até o pódio vindo última posição

De ponta a ponta, Nico vence em Spa e faz tudo o que podia. Hamilton, aproveitando-se das condições da corrida com muitas baixas, minimiza o prejuízo inicial e chega ao final na terceira posição. Segue líder. Entre os dois da Mercedes, um sorridente (claro!) Ricciardo.  

Em 8 voltas Spa teve mais movimentação que corridas inteiras. A corrida já começou com um sanduíche de Riakkonen promovido por um Verstappinho que acha que cabe em qualquer lugar. O menino apertou Kimi no meio e um Vettel do outro lado também sem espaço prensou o finlandês. Resultado? Os três com carro avariados jogando a corrida pelo ralo.

Enquanto isso, Nico fez o que precisava e largou limpo e manteve a ponta. Nas primeiras voltas até abriu. A corrida parecia que seria aquela chatice que eu amo: os outros correm e o Nico vence. Não foi.

Sainz teve um pneu furado, pensou que era Gilles Villeneuve (coitado!) e achava que iria ir para o box se arrastando só no aro. Rodou mais um pouco, quase bateu no Hamilton (amor eterno meu!) e parou.   

Alonso e Hamilton largaram aqui de casa e logo, com todos os problemas dos outros ao seu redor foram galgando posições. Ganharam as posições dos erros alheios e ganharam a posição de quem parou para fazer troca antes da bandeira vermelha. Assim, os dois punidos com mais de cem posições na soma dos dois, com 10 voltas, já estavam nas impressionantes 4º e 5º posições! O.O

Na volta 8, a bandeira vermelha é uma cortesia de Kevin Magnussen que rodou e se estampou em uma barreira de pneus. A panca foi tão forte que a proteção foi desfeita e a direção de prova precisou parar tudo para poder consertar. O piloto, apesar de tontinho, está ótimo tirando um probleminha no tornozelo.

Na segunda largada, tudo limpo. Hamilton não precisou muito para passar Alonso e começar o processo de caça ao Hulkenberg que ocupa a terceira posição. Se Hamilton queria uma corrida boa para tomar todas as punições que precisava, escolheu a melhor delas.

E Verstappinho? Pensam que ele se acalmou com o episódio da primeira curva? Nada! Na retomada da corrida lá estava o moleque duelando com Kimi e empurrando demais o finlandês. Kimi no rádio já reclamava "a única intenção dele na corrida é me tirar da pista" e no segundo empurrão "Ridículo".

Corrida se encaminhava para um pouco de monotonia. Lá vem mais uma leva de pits e Hamilton perde uns segundos com um macaco engatado na traseira do carro. Alonso e Hulkenberg se tocaram na saída do box.

Momento Verstappinho: abusado e com respaldo da direção de prova que nem pensa em punir quando o moleque faz algo errado, ele faz o que quer. Com Vettel a luta foi limpa e mostra a autoestima lá na cobertura do menino de 18 anos. O menino chegou no 11º posição.

Hamilton ainda parou mais uma vez e recuperou a posição na pista ao ultrapassar Hulkenberg. O inglês fez uma ótima corrida. Manteve a liderança do campeonato.

De MacLaren, Button não completou. Alonso terminou a corrida na sétima posição e pode considerar essa uma puta corrida dada a situação.

By Lu

Nenhum comentário: